Mário Fernandez

Dons – Vivendo o Evangelho

“Irmãos, quanto aos dons espirituais, não quero que vocês sejam ignorantes.” (1 Coríntios 12:1)

Deixando de lado a milenar rusga entre pentecostais e não-pentecostais, todos que se intitulam “povo de Deus” reconhecem que Deus concede dons aos seus, para servir de uma ou de outra forma. O que me preocupa e me chama a atenção é, de fato, que o apóstolo Paulo escreveu claramente que não devemos ser ignorantes.

Eu já vivi meus quase 30 anos de evangelho em grupos diferentes com percepções e crenças diferentes sobre este assunto. O que mais me dava arrepio sempre foi a sombra da dúvida. Sabe aquela coisa “e se eu estiver errado” que sempre me perseguia. De uns anos para cá, versículos como este me libertaram do peso e me fizeram mais frutífero no Senhor por um motivo muito simples de entender: eu não preciso me preocupar, preciso é ser fiel!!

Vou explicar melhor: quando Paulo diz para não ser ignorante, está querendo dizer para ser informado, para estudar, para saber, para crer. Nesta condição, eu terei opinião formada sobre o assunto dos dons e portanto poderei crer no que entendo. Se eu tiver opinião formada e agir de forma condizente com isso, estou sendo fiel – e é isso que Deus quer de mim.

Nesta perspectiva, não é estar certo que conta, mas o quanto me dedico e com que intensidade me dedico ao que eu creio. O uso dos dons e sua forma de manifestação não tem unanimidade, mas ser ignorante é não saber de que lado ficar. Meus filhos, a respeito dos dons eu quero que saibam em que creem e sejam fiéis a isso – seria minha tradução livre para este versículo.

Podemos ter certeza de que todos os dons apresentados por Paulo, principalmente neste capítulo, apontam para unidade e edificação da igreja como Corpo de Cristo na Terra. Eu contei 11 versículos neste capítulo que expressam ou sugerem claramente esta ideia – ora, sendo assim não praticar meus dons espirituais seria no mínimo egoísmo.

Não importa qual seja o dom, não importa qual seja a forma que eu o entenda, não importa como vou praticá-lo – tudo que importa é que eu seja dedicado, sincero e fiel a Deus através desse dom. Viver assim é viver o evangelho e não apenas seguir regras.

Já se perguntou porque temos tantos tipos e formas de igrejas em nossos dias? Para mim é a oportunidade para que todos possam se encaixar… usando seus dons!

“Senhor, não quero ser ignorante nem negligente com o que Tu quiseres me dar como dom. Me ensina a Te servir de forma fiel ao que creio e da forma como creio. Aumenta minha fé.“

One thought on “Dons – Vivendo o Evangelho

  1. Airton disse:

    Pastor Mário:

    Para superar a ignorância a que Paulo se refere é preciso dedicação ao assunto por meio de reflexão, ponderação, exame. Na verdade, exige-se desprendimento e muito suor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *