Mário Fernandez

Pureza – Vivendo o Evangelho

“Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.” (Efésios 5:27)

Vivemos dias de muita confusão, ensino raso, polêmicas se multiplicando exponencialmente, músicas de conteúdo duvidoso (às vezes nem isso), pessoas em quem não se pode confiar. É uma festa, mas não no bom sentido da expressão. Por outro lado as estatísticas dão conta de um crescimento numérico extraordinário no meio eclesiástico, igrejas construindo estruturas de reunião nunca vistas (e lotando-as) e uma crescente figura pública de algo chamado “igreja evangélica”. Parece incoerente, pois uma coisa deveria estar intimamente ligada com a outra.

O que tem isso com o texto escolhido? Pois é…

Vemos que pelos números o povo evangélico está crescendo, mas a noiva de Cristo não está se preparando. Uma noiva gloriosa significa brilhosa, radiante – que deveria clarear esse mundo em trevas. Sem mácula significa sem defeito, sem nada feio, sem cicatriz, sem machucado, sem arranhões. O próprio texto explica como santa (separada) e irrepreensível (não tem do que reclamar). O que vemos, no entanto, é preocupante.

A pureza esperada pelo Noivo está muito acima dos padrões apresentados atualmente. Isso vem de uma série de situações, mas não quero ser teórico nem filosófico, quero ser bíblico. Um versículo antes, Paulo diz aos Efésios que a santificação e a lavagem são dados pela Palavra. Ou seja, somos numericamente cada vez mais, porém sabemos cada vez menos de Bíblia. Para mim faz todo sentido, principalmente ao olhar ao meu redor.

Não sou dos que defendem que todos devam estudar, no sentido escolástico tradicional, embora eu considere que isso seja uma coisa muito boa, muito importante e que, se for possível, estude para mais e não para menos. Mas reconheço que nem sempre é possível. Mas sou sim dos que defendem que TODOS, sem exceção alguma, devem estudar as Escrituras continuamente. Mesmo o mais analfabeto pode pedir ajuda, mesmo o mais atarefado consegue tempo, mesmo o mais lento de aprendizado consegue ir um pouco adiante. Não vejo como opção, mas como requisito para formar a noiva que o Cordeiro espera.

O que está acontecendo em nossos dias é uma explosão de bolha – não tem nada dentro. O conteúdo sumiu e não estamos suficientemente empenhados em recuperá-lo. Eu tenho dedicado meus dias a aprender e ensinar a Palavra de Deus fazem quase 30 anos e às vezes me sinto um salmão tentando subir a cachoeira. Nem por isso vou desistir, mas tem dias que são ingratos. Espero minha recompensa na eternidade e não nesse mundo, mas temo por esta geração que pensa que sabe tudo, mas não se dedica ao que realmente importa.

A pureza da Noiva não é opção e só vem pela lavagem com a Palavra. Vamos voltar às bases: leitura, meditação, estudo, compartilhamento, aulas, temos todos os recursos. Do contrário, como disse, temo por esta geração que pensa ser noiva e na hora das bodas descobrirá, desafortunadamente, que nem convidada foi.

“Senhor, ajuda-me a desejar mais a Tua Palavra no meu tempo, na minha mente, na minha memória e na minha vida. Eu é que preciso disso, sei que o Senhor é Deus.“

3 thoughts on “Pureza – Vivendo o Evangelho

  1. Airton disse:

    Pastor Mário:

    Aos ingredientes da base (leitura, meditação, estudo, compartilhamento, aulas), adiciono obediência.

  2. João Mendes disse:

    Essa mensagem traz uma pura realidade e mostra que há muito que mudra na vida de cada crente para fazer parte da noiva de Cristo em sua pureza…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *