Mário Fernandez

Identidade – Vivendo o Evangelho

“Respondeu Maria: ‘Sou serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a tua palavra’. Então o anjo a deixou.” (Lucas 1:38)

A maior e pior crise que podemos viver não é nem financeira, nem política, nem institucional – é de identidade. Quando o diabo foi tentar Jesus no deserto foi direto na identidade ao desafiar com “se és filho de Deus”. A carta de Paulo aos Efésios é praticamente um tratado sobre identidade. Esse texto contém uma declaração poderosa sobre identidade – eu sou!

Eu creio sinceramente que é chegado um tempo de deixar de lado os clichês, frases de efeito, repetecos de todo tipo. É tempo de olhar para a Palavra de Deus e ver o que de fato ela diz que somos, assumir nossa identidade e andar para frente como quem sabe quem é. Dias atrás eu vi um filme (coisa rara na minha vida) e o sujeito era herdeiro de uma fortuna mas não sabia, portanto vivia como pobre. Quando descobriu quem era, sua vida mudou. Percebe alguma analogia? Fui sutil demais?

Meu querido e minha querida, chega de sermos o que dizem que devemos ser, de vivermos pela legenda de outros. Sejam nossos lideres sociais, nossos pais, nossos patrões, nossas autoridades e até mesmo nossos pastores. Todos eles podem estar certos ou errados sobre isso, mas não importa, pois não se trata de saber quem está certo e sim O QUE está certo – e sempre será a Palavra de Deus. Eu não estou incentivando rebelião, estou incentivando saber quem é em Deus. Não sugiro discordar de todos, sugiro concordar com Deus. Só que para isso só tem uma forma e trata-se do bom e velho (mas não antiquado) hábito da leitura e meditação na Bíblia.

Maria sabia claramente “sou serva”. Pedro disse claramente “Tu é o Cristo”. Jesus disse “Eu sou”. Paulo se apresentou “chamado para ser apóstolo”. Pedro chegou dizendo “servo e apóstolo”. Acho que não precisamos esticar muito mais isso, o recado está dado.

Mas vem com toda força no meu coração a pergunta “e eu, quem sou?“. Se eu não souber quem sou em Deus, minha vida será uma eterna enrolação sem sentido focada em absolutamente nada. Como se diz na minha terra “cor de burro quando foge não é cor”. Meu querido, em terra de cego que tem um olho só é CAOLHO… Não se deixe iludir, é indispensável saber claramente quem somos. Se for para ficar no genérico “sou servo” ótimo, vivamos como servos. Se for algo mais específico como “chamado para ser” então sejamos, seja lá o que for. Desde que seja de Deus, para Deus e por Deus, porque Dele, por Ele e para Ele são TODAS as coisas.

Eu me nego a conformar minha vida a um molde esquisito, molengo e indefinido que simplesmente não define nada. Quero saber exatamente o que Deus quer de mim e quem sou Nele. Até porque, geralmente sei o que quero Dele.

“Senhor, não aceito andar às escuras, preciso saber claramente minha identidade em Ti. Me ajuda a entender a Tua Palavra para saber e viver de modo alinhado como tudo que Tu queres de mim.“

2 thoughts on “Identidade – Vivendo o Evangelho

  1. Joao Mendes disse:

    Maravilhoso artigo que nos vem ajudar como podemos saber quem somos e o que somos e conhecer melhor o Deus que servimos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *