Mário Fernandez

Princípios – A Noiva de Cristo

“Regozijemo-nos! Vamos nos alegrar e dar-lhe glória! Pois chegou a hora do casamento do Cordeiro, e a sua noiva já se aprontou.” (Apocalipse 19:7 )

A gente sempre aproveita o início de ano para revalidar as coisas. Eu não sou muito ligado nestas coisas, mas depois de escrever por dois anos sobre o verdadeiro evangelho como estilo de vida, me senti impelido a mudar o assunto. Eu estive recentemente ministrando a Palavra em um evento no qual meu tema foi “a noiva de Cristo”. A Palavra que Deus me deu mexeu tanto comigo e com os presentes, que entendi no meu espírito ser o tema para este ano. Eu lembro claramente do dia do meu casamento, como se fosse ontem, ainda que já tenha se passado quase 30 anos. Eu não sou mais o mesmo, a esposa também não, vieram os filhos, um dia virão os netos – mas o casamento, as bodas, a celebração, isso não muda na memória de todos que lá estiveram.

Há pontos em comum e pontos distintos, se compararmos as bodas do Cordeiro com um casamento tal como conhecemos. Quero meditar tanto em um como em outro aspecto. O que há de comum é fácil de entender, o que é diferente deve nos preparar. Note o que temos em comum:

  • Há um casal, composto por um noivo e uma noiva.
  • Depois do casamento não serão mais noivos, sua condição mudará.
  • É um momento festivo.
  • Todos acreditam ser “para sempre”.
  • Há convidados, testemunhas e há estranhos.
  • Grandes expectativas de ambas as famílias.

Contudo, há importantes diferenças:

  • A data não é divulgada, embora esteja marcada.
  • A noiva não é exatamente “uma mulher”.
  • O que vem depois não é bem “uma família”.

Mas nada me chama mais a atenção nisso tudo do que o noivo Jesus. Ele já está esperando pacientemente, investiu tudo pela noiva, está muito muito acima dos padrões da noiva, isso para nem comentar do Pai Dele. Temos de concordar que se fosse pela lógica, Ele teria escolhas melhores a fazer, mas pela Graça e favor do Pai, o amor supera a lógica, e a escolha não foi feita pelos critérios que algum de nós usaria.

Quero dedicar minhas próximas meditações a buscar o mais profundo entendimento que puder alcançar sobre este noivado, casamento e participantes. Quero compartilhar as maravilhas que recebi do Pai. Um dia, que creio será breve, não precisaremos mais ter dúvidas ou incertezas – mas quero chegar nele preparado, esclarecido, adequado.

E acima de tudo, mais importante do que qualquer outro aspecto a ser considerado, vamos manter em mente que estamos às portas das bodas. Seja qual for nossa linha teológica sobre arrebatamento, milênio, escatologia – não importa, temos de concordar que breve o noivo virá.

“Senhor, não me permita perder de vista e de foco o mais importante senso de urgência da minha vida neste mundo – o noivo vem, as bodas estão às vésperas.“

2 thoughts on “Princípios – A Noiva de Cristo

  1. João Mendes disse:

    Muito boa esta palavra que encoraja a Igreja de Cristo esperar pacientemente pela chegada do Noivo (que é Cristo), pois a sua chegada será já em muito breve. não duvidemos disso. mantenhámo-nos preparados para esse momento glorioso…

  2. antonio c gomes disse:

    Uma união perfeita! as nossas imperfeições complica um pouco esse casamento, mas com tudo o Nosso Senhor Jesus Cristo vive em nós, que saibamos permanecer nessa relação com sabedoria e humildade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *