Vinicios Torres

Primeiro o Mais Importante

“Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça” (Mateus 6:33)

,

Muitos compromissos, prazos para cumprir, diversas tarefas. Você está estressado com a quantidade de coisas que tem de fazer. Está correndo num dia em que sabe que não dará conta de tudo, já sabe que terminará o dia devendo para algumas pessoas. Está equilibrando os pratos tentando não deixar nenhum deles cair.

Então, descobre que a geladeira estragou. Você tem que parar tudo que está fazendo, tirar dela tudo o que estraga, colocar em uma cesta e ir ao vizinho pedir ajuda para guardar na geladeira dele enquanto você procura por um técnico que possa vir o mais rápido possível. Enaquanto isso, seu cérebro vai calculando as horas que deverá entrar a noite trabalhando para compensar o tempo perdido.

E assim os dias vão se repetindo, nesta rotina atropelada. Um dia mais atarefado que o anterior, por causa das pendências que vão se acumulando. O estresse aumentando e o sentimento de incapacidade começa a fazer efeito.

Por mais que você siga métodos de organização de tempo, priorização de tarefas e coisas assim, chegará um dia em que os imprevistos provocarão o descontrole da agenda. Ninguém está imune a isso.

O problema é que essa correria muitas vezes nos faz inverter prioridades. A pressão pelos prazos e resultados nos faz gastar todo o tempo da nossa vida na correria e deixamos de dar o tempo necessário para aquilo que é mais importante.

Deixamos de gastar meia hora de oração e meditação na Palavra de Deus porque o nosso cérebro nos induz a pensar que esta meia hora poderia ser usada para resolver o problema X ou fazer a tarefa Y e, com isso, diminuirmos a dívida emocional em relação ao que está atrasado.

O problema é que essa abordagem nos induz a outra dívida emocional: aquela em que sabemos que estamos invertendo a prioridade da vida. O mais importante do mais importante está sendo deixado de lado. Ficamos com aquela sensação ruim de que estamos negligenciando o relacionamento do qual, logo depois, vamos querer usufruir os resultados sem ter dado o tempo necessário para ele.

Quantas vezes você chegou para Deus e a primeira coisa que fez foi pedir perdão por não estar orando o tanto que devia? Não que a quantidade de tempo determine o bom relacionamento, mas a baixa quantidade demonstra a falta de interesse ou de importância.

Conta-se que Martinho Lutero, o reformador alemão, gastava duas horas em oração todos os dias. Algumas vezes quando terminava esse período ele avaliava o que tinha de fazer no dia e dizia algo como: “Hoje tem muitas coisas para fazer e pessoas para encontrar, vou orar mais duas horas para dar conta de tudo.”

Ele compreendia que gastar tempo com o Pai Celestial lhe traria mais benefícios e mais produtividade do que se simplesmente se jogasse na luta com as atividades diárias.

, mesmo na correria que está o seu dia hoje, ouse parar e ir para a presença do Pai, não importa a hora, para demonstrar para Ele que você o considera acima de todas as coisas.

Foi assim que parei tudo e, meditando sobre isso lhe escrevi, enquanto espero o técnico vir consertar a geladeira.

8 thoughts on “Primeiro o Mais Importante

  1. Katia Cristina Gomes disse:

    A paz do Senhor. Precisava desta palavra. Obrigado. Que o Senhor te abençoe.

  2. Margareth Bucker disse:

    Só posso dizer obrigada, e creio que a sua geladeira será consertada e tudo resolvido em nome de Jesus.
    Meg Bucker

  3. neile roma disse:

    Que bom que voce parou tudo e meditando sobre o que escreveu enviou para mim essa mensagem que tocou profundamente no meu coracao.
    Obrigada!

  4. João Mendes disse:

    Gostei desta tão bela leitura. Deus o continue abençoando para escrever muitos e bons artigos concernentes ao Reino de Deus…

  5. Wagner de Castro Freitas disse:

    Estou com vcs desde o começo, e me tem sido muito edificante suas mensagens, a de hoje em especial veio num momento especial, sou grato a vcs pois tem me feito crescer muito espiritualmente.Obrigado

  6. Mirian Amaral disse:

    No momento me sinto dessa forma, ou seja, com trabalho além do meu limite. Confesso que não tenho orado como deveria.
    Grata pela mensagem enviada. Me deu uma luz no meio de um dia tão conturbado!!

  7. Gustavo Petry disse:

    Vinicios, a forma como o Pai tem te usado para alimentar as pessoas é especial.
    Obrigado por compartilhar conosco.
    Deus abençõe vcs.
    Saudades de sair do culto e rimos ao Habib´s com as crianças ainda pequenas.
    Abração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *