Mário Fernandez

Funcionamento – A Noiva de Cristo

“Assim como cada um de nós tem um corpo com muitos membros e esses membros não exercem todos a mesma função, assim também em Cristo nós, que somos muitos, formamos um corpo, e cada membro está ligado a todos os outros.” (Romanos 12:4-5)

Eu já devo ter dito isso uma centena de vezes ou mais…. mas estou impressionado com os dias em que vivemos. Ver pessoas almejando posições e poderes no meio político, na carreira militar, dentro de uma multinacional, no serviço público. Tudo isso faz sentido no seu contexto. Mas dentro da igreja eu não consigo me conformar. É o único lugar onde deveríamos querer ser os últimos para chegar primeiro, servir para ter galardão e diminuir para Ele crescer. Inacreditável. Vi coisas que não gostaria de ter visto.

Vi diáconos mudando de igreja porque perderam a posição de líder diaconal. Vi irmãos indo embora porque o pastor local informou que ali eles não iriam pastorear. Vi pessoas preciosas indo embora porque não se achavam dignas da posição para as quais foram convidadas – queriam algo “superior”. Vi pastores mudando de ministério porque aquela congregação não estava à sua altura.

Se isso me entristece imagino o que Deus sente. Sabe queridos, precisamos cumprir funções no corpo de Cristo, que é a igreja, mas também precisamos entender que nem sempre será o que pensamos ou desejamos. Temos de ser movidos por convicção e não por desejo ou necessidade. Não adianta colocar a pessoa errada com o pretexto de que não tem outra – é errado inclusive aceitar o convite. Ou Deus nos dá convicção (Colossences 3:15) ou a resposta é não.

Temos de viver mais por fé e menos por teorias. A noiva do Cordeiro (Ap 19), que é a igreja, precisa aprender que nem tudo será movido pela lógica ou pela razão, diferente das organizações deste mundo. Se não temos a pessoa certa para um determinado ministério na igreja local, oremos ao invés de colocar qualquer um. O Senhor providenciará. Se queremos um determinado cargo, oremos e aguardemos Deus confirmar, pois Ele não é Deus de confusão. Se algo precisa ser feito e temos dúvidas ou impasses, oremos até que Deus fale com quem tem que falar. É fé, não é utopia. Já vivi situações assim suficientes para escrever um livro de testemunhos.

A moral da história e o cerne de tudo é que a igreja (se preparando para as bodas do Cordeiro) precisa de fato se preparar e nisso tem funções a cumprir e papéis a ocupar. E não se iluda, serão pessoas como eu e você que farão isso, dentro de suas capacidades mas principalmente dentro de um chamado e convicção que deverá necessariamente vir de Deus.

Quem me conhece pessoalmente sabe, que eu prego num culto de santa ceia com a mesma alegria de servir do que limpo um banheiro, passo um pano no chão ou ajudo na cozinha. Lavo pratos e oro por enfermos com o mesmo entusiasmo. Sou incapaz de achar que tenha algo para fazer na igreja local para a qual eu não seja digno, no sentido de achar que sou bom demais para fazer algo. Por quê? Porque Jesus fez o pior e mais sofrido e eu não sou nada. Mas não me peça para fazer algo que ocupe um papel relevante sem eu ter pelo menos uma noite para orar e buscar confirmação de Deus. Não importa se é para pregar amanhã de noite ou ajuda na cozinha domingo. Tento ser movido por fé. Aliás, pobre de mim, tenho tentado ouvir a voz de Deus até para escolher o caminho no trânsito, mas ultimamente nada tem sido fácil.

Vamos focar nisso e deixar de lado o que não importa. A noiva precisa se preparar e tem pessoas demais se perdendo pelo caminho. Não engrossemos esta lista.

“Senhor, me ensina e fortalece para aprender a decidir por Ti e não por mim mesmo. Não quero ser movido pelos meus desígnios mas pelos teus.“

4 thoughts on “Funcionamento – A Noiva de Cristo

  1. Manuel Silva disse:

    Muito agradecido pela partilha.
    É! De facto, ultimamente, também por estes lados está sendo cada vez mais difícil. Parece que a função deu lugar à disfunção.
    Eu quero ser movido pelos Seus desígnios.
    Forte abraço.

  2. ZOA WALTER GINO disse:

    Irmão Mario,

    é sempre com alegria no coração que recebemos as mensagens enviadas, e as colocamos no altar de Nosso Deus, para que cada vez mais repouse sobre ti a mão do Todo Poderoso, pois é somente por Ele e para Ele que são todas as coisas,
    receba nosso abraço abençoado.

  3. Nivaldo Jr. disse:

    Excelente meditação.
    Infelizmente temos presenciado no meio da igreja cada vez mais pessoas buscando satisfazer o seu ego esquecendo de satisfazer e engrandecer Aquele que as arregimentou e justificou.
    O princípio “convém que Ele cresça e que eu diminua” tem sido deixado de lado por causa do pecado do orgulho.
    Que o Senhor tenha misericórdia de nós.
    Grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *