Mário Fernandez

Pão

“Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.” (Mateus 4:4 ARA)

Eu estou ficando indignado de ver o evangelho de Jesus Cristo, que é o poder de Deus para salvação daquele que crer, ser usado como pretexto para vagabundagem. É nítido que temos pessoas mal intencionadas no nosso meio, é biblicamente claro que só vai piorar na medida em que se aproxima o fim dos tempos, é óbvio que nem todo mundo é assim. Mas eu fico injuriado do mesmo tanto.

Jesus não disse que o pão era dispensável, Ele disse “não apenas” indicando que temos uma coisa sem dispensar a outra. Meu querido leitor, todo mundo precisa comer. Eu respeito o fato de haver necessitados legitimamente necessitados, pessoas a quem devemos socorrer em tempo de tribulação, mas me refiro aos vagabundos. Estou me referindo aos que desfrutam da generosidade de um povo que busca servir a Deus com a índole deturpada de tirar proveito sem trabalhar. Toda vez que se fala de pão, volta-me o texto onde o Senhor diz “ganharás teu pão do teu suor”.

Trabalhar é preciso e não é este versículo maravilhoso que nos isenta de trabalhar para ganhar o pão. Nem só de pão temos de viver, mas também de pão ganho com trabalho. Ou nós vamos nos conscientizar que o Senhor nos sustenta em tudo ou temos de nos assumir como incrédulos da providência Dele. Se o seu pão vem de um emprego como o meu, aleluia. Eu trabalho e ouso dizer que trabalho bastante. Se você é autônomo, aleluia. Se você é um empresário ou profissional liberal que tem uma equipe, aleluia. Se você é aposentado é por que já trabalhou a sua parte, aleluia. Se você trabalha para o Reino de Deus em tempo integral, aleluia. É tudo a mesma coisa, é o Senhor nos sustentando pelo trabalho.

Não vou deixar de ajudar os que precisam por conta dos sem-vergonha, mas é preciso levantar a voz e deixar claro que o Senhor Jesus Cristo nunca incentivou o ócio. Isso não é bíblico, não é adequado e precisa ser esclarecido.

“Pai, obrigado por que eu posso trabalhar. Sei que nem todos podem, mas quero ser um atalaia para os que podem e não querem, pois sei que o Senhor quer sustenta-los – com trabalho.”

Mário Fernandez

9 thoughts on “Pão

  1. Jorge disse:

    Amado e querido Pastor,
    Já em tempos remotos os falsos profetas profetizavam a paz sendo que o que se via era guerra e pessoas famintas não só do pão mas da própria palavra de Deus.
    Jeremias 6:13 Porque desde o menor deles até o maior, cada um se dá à avareza; e desde o profeta até o sacerdote, cada um procede perfidamente.
    14 Também se ocupam em curar superficialmente a ferida do meu povo, dizendo: Paz, paz; quando não há paz.
    15 Porventura se envergonharam por terem cometido abominação? Não, de maneira alguma; nem tampouco sabem que coisa é envergonhar-se. Portanto cairão entre os que caem; quando eu os visitar serão derribados, diz o Senhor.

    Concordo com sua indignação e deve ser a nossa também.
    Salmos 4:4 Irai-vos e não pequeis; consultai com o vosso coração em vosso leito, e calai-vos.
    5 Oferecei sacrifícios de justiça, e confiai no Senhor.
    6 Muitos dizem: Quem nos mostrará o bem? Levanta, Senhor, sobre nós a luz do teu rosto.
    7 Puseste no meu coração mais alegria do que a deles no tempo em que se lhes multiplicam o trigo e o vinho.
    8 Em paz me deitarei e dormirei, porque só tu, Senhor, me fazes habitar em segurança.

    Quando acontece uma calamidade como foi o caso na Baixada Fluminense onde muitas pessoas necessitam do mínimo para continuarem a ter esperança e aí é que pessoas se disponibilizam a ajudar embora sabendo que muito do que é arrecadado são desviados, justamente por essa pessoas sem-vergonha que infelizmente estão em nosso meio até dentro das “igrejas”.

  2. Carol disse:

    Irmãos, com todo o respeito, temos que deixar de olhar a farpa dos olhos dos outros sem tirar o caibro de dentro dos nossos próprios olhos….

    Tenho aprendido do Senhor que o juízo é DEle.Por acaso a bíblia nos autoriza a julgar servo alheio?Não conhecemos o coração de ninguém.

    Em lugar de batermos no peito pra dizermos como somos mais espirituais e corretos que os outros, busquemos a nossa santificação para que o nosso testemunho influencie os demais.

  3. disse:

    sobre a frase do autor: Se você trabalha para o Reino de Deus em tempo integral, aleluia. ‘ comento
     mas que seja digno do salário que recebe, não roubando a Deus, fazendo outras coisas quando deveria estar cuidando das ovelhas do Senhor
    Ninguém pregou tanto o Evangelho e cuidou de todas as igrejas por onde passou, como Paulo, no entanto, ele ainda teve tempo para trabalhar para seu sustento
    ‘que vos lembrais, irmãos, do nosso labor e fadiga; pois, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós, vos pregamos o evangelho de Deus’ 1Ts 2.9
    Há os que fazem do ministério um meio de vida, muitos até exigindo que se lhes dê ‘do melhor’, por serem servos do Senhor, e nem dedicam ao trabalho O TEMPO que supostamente dizem ser INTEGRAL estando sempre com agenda cheia, sem tempo para dar atenção às ovelhas do Senhor

  4. Eliene Reis disse:

    Bom dia, Pr. Mário! Ontem estive fora do ar e só hoje posso desfrutar da mensagem do “Pão”. Foi um bom puxão de orelha aos que ficam realmente na ociosidade, achando que tudo tem que cair do céu e pior, às vezes, se acham no direito de exigir daqueles que são liberais por natureza. Que Deus nos conceda sabedoria e discernimento para tratar essas figuras que encontramos pelo caminho. E que haja provisão de ânimo e coragem vinda de Deus para aqueles que podem trabalhar mas já se acostumaram na ociosidade. Grande abraço!

  5. Alex disse:

    Vejo muitos comentários assim igual ao seu, sobre o que está acontecendo no meio evangélico. Ou seja, muita falcatrua. Não seria a hora de começar dar nomes aos bois, até para alertar o povo de Deus? Quem são os vagabundos que se aproveitam da boa fé do povo? O irmão poderia citar alguns? Um abraço!

  6. Meire Rodrigues disse:

    Paulo foi muito claro ao escrever “Quando ainda estávamos com vocês, nós lhes ordenamos isto: se alguém não quiser trabalhar, também não coma.”
    2 Tessalonicenses 3:10
    Já vi muitos se aproveitarem dos cristãos e isso também sempre me incomodou muito e tenho há muitos anos pedido discernimento ao Senhor pra diferenciar entre um necessitado e um aproveitador. Que o Espírito Santo venha nos guiar em tudo, sempre, inclusive nesse caso.

  7. É verdade!!! Temos muita ociosidade no meio dos frequentadores de diversas denominações evangélicas- porém, a maior verdade é a ” é o sono espiritual é a vagabundagem espiritual – Sem dúvida vivendo os dias da 2ª vinda do Senhor Jesus!!! Maranata!!

  8. Adalberto disse:

    É… o Evangélio da conveniência!
    Dia desses recebemos a notícia de um ex PM, miliciano, que teria sido executado… A história dele não foge a regre: começou assassinando bandidos na região onde morada; evoluiu para o ato de exigir $ dos comerciantes para os assassinatos… acabou por passar a assassinar a tudo e a todos que cruzassem seus caminhos (familiares de bandidos, testemunhas… tudo). Preso, buscou guarida na religião (conversão por conveniência?). Bem, sou profundo conhecedor desse tipo de ocorrência e bem sei da “esperteza” que é característica em ocorrências como essa. Infelizmente, muitos estão no seio da Igreja com único objetivo: ser amamentado e ter seus interesses atendidos pela comunidade cristã, sem qualquer compromisso e respeito pelas coisas concernentes ao Espírito. São esses lobos, travestidos de ovelhas, que se especializam em desvirtuar a Palavra, dando a forma da conveniência (…). A grande questão é como os identificar, como não se indignar com suas presenças, como aguardar em Deus para que eles não se acheguem (…); como aguardar em Deus!!!
    Que Deus! nos abençoe e nos livre dessas ratasanas peçonhentas que habitam esse mundo e aqui são filhas de seu mestre malígno e fazem sua obra: matar, roubar e destruir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *